A ESCRITA DE TEXTO NA EDUCAÇÃO BÁSICA E NO ENSINO SUPERIOR: HOMEM E LINGUAGEM EM RELAÇÃO INDISSOLÚVEL

Authors:DANIELA FAVERO NETTO 1, MAGALI LOPES ENDRUWEIT 1, ALEXANDRE FERREIRA MARTINS 2
Institution1 UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (RS/Brasil), 2 UPVM3 - Université Paul-Valéry Montpellier 3 (Paris/França)

Abstract

O objetivo deste simpósio é possibilitar reflexões e discussões sobre questões atuais a respeito do ensino de escrita na escola e/ou na universidade, seja na perspectiva dialógica de estudos da linguagem, de Bakhtin, seja na perspectiva de estudo da enunciação, de Benveniste, teorias evidentemente distintas, mas que se aproximam, no escopo deste simpósio com enfoque no ensino de escrita, na medida em que ambas reconhecem homem e linguagem em uma relação indissolúvel (FLORES, 2009).Assume-se, para tanto, a escrita na escola como uma prática social a ser pensada no âmbito dos estudos de letramento, bem como um objeto de pesquisa para o qual se deve lançar um olhar que parte de uma relação em via de mão dupla entre teoria e prática. Com relação à escrita no Ensino Superior, a este simpósio interessam pesquisas concluídas ou em andamento sobre estratégias teórico-metodológicas de ensino/aprendizagem da escrita acadêmica em diferentes disciplinas das ciências humanas e sociais. Interessam também as pesquisas sobre revisão (assessoria) de texto que reconheçam o revisor como um mediador do processo de letramento acadêmico e/ou que busquem compreender as implicações da transição do letramento escolar para o letramento acadêmico. Por fim, ressaltamos que a proposta deste simpósio justifica-se a partir de nosso interesse em reunir pesquisas concluídas ou em andamento que fortaleçam perspectivas de estudos sobre ensino de escrita na Educação Básica e no Ensino Superior.

Keywords: Ensino da escrita, Educação Básica, Ensino Superior


Minicurrículo:

DANIELA FAVERO NETTO

Doutora em Letras pela UFRGS (2017), na área de Estudos da Linguagem, na linha de pesquisa Linguística Aplicada. Mestra pelo Programa de Pós-graduação em Letras da UFRGS, na linha de pesquisa Teoria e Análise Linguística (2006). Integra o corpo docente permanente do Colégio de Aplicação da UFRGS (CAp-UFRGS). Membro da Comissão de Pesquisa do CAp-UFRGS. Pesquisa, principalmente, sobre ensino e aprendizagem de escrita na Educação Básica.



MAGALI LOPES ENDRUWEIT

Doutora em Letras, Estudos da Linguagem, também pela UFRGS (2006). Mestra pelo Programa de Pós-graduação em Letras da UFRGS, na área de especialidade Estudos da Linguagem(2000). É professora adjunta da UFRGS, atuando na graduação e no Programa de Pós-graduação em Letras, na linha de pesquisa Linguística Aplicada. Pesquisa, principalmente, sobre enunciação, escrita, ensino e avaliação de texto.



ALEXANDRE FERREIRA MARTINS

É doutorando em Sciences du Langagena Université Paul-Valéry Montpellier 3, vinculado em laboratório Praxiling. Mestre em Sciences du Langage, percurso Sociolinguistique et Politiques Linguistiques Éducatives, pela mesma instituição. Licenciado em Letras pela UFRGS e em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Universidade de Coimbra. É professor de língua portuguesa na Université Paul-Valéry Montpellier 3 e na Université de Nîmes.