ARGUMENTAÇÃO E DISCURSO

Authors:EDUARDO LOPES PIRIS 1, ISABEL CRISTINA MICHELAN DE AZEVEDO 2, PAULO ROBERTO GONÇALVES-SEGUNDO 3
Institution1 UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz (Bahia/Brasil), 2 UFS - Universidade Federal de Sergipe (Sergipe/Brasil), 3 USP - Universidade de São Paulo (São Paulo/Brasil)

Abstract

Este simpósio visa a promover o encontro de reflexões teóricas e analíticas acerca dos processos argumentativos no funcionamento do discurso, a fim de contribuir para a compreensão das práticas sociais que suscitam a argumentação. Distintamente da ideia de demonstração construída por meio de raciocínio lógico, concebemos a argumentação como fato de discurso, associada à prática da linguagem em contexto, resultado de uma situação concreta de enunciação, conforme apontam Plantin (2010), Amossy (2018), entre outros. A essa concepção de argumentação, alinham-se perspectivas teóricas que compreendem o discurso como objeto constituído pelo encontro entre o linguístico e a sua “exterioridade”, a saber, ideológica, social, histórica, cultural, tal como podemos distintamente encontrar em autores como Volochinov/Bakhtin (2016 [1929]), Pêcheux (1997 [1975]), Fairclough (2001 [1992]), Foucault (2003 [1969]), Angenot (2015 [2012]), entre outros. Com base nesse marco teórico, serão bem acolhidas as propostas de comunicação que discutam a argumentação nas mais variadas práticas discursivas (política, religiosa, jurídica, pedagógica, midiática etc.), focalizando as estratégias e os processos relativos à argumentação, bem como as provas e as técnicas argumentativas. Esperamos que este simpósio possa ser bastante profícuo aos seus participantes no sentido de amadurecer discussão, colocar novas provocações, estabelecer laços e fortalecer os estudos especificamente sobre a argumentação.

Keywords: Argumentação, Discurso, Práticas Sociais


Minicurrículo:

EDUARDO LOPES PIRIS

Na Universidade Estadual de Santa Cruz, é professor do curso de Letras, do Mestrado Profissional em Letras e do Mestrado em Letras - Linguagens e Representações, coordenador do Programa de Divulgação dos Estudos sobre Discurso e Argumentação, editor da Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação (EID&A), líder do Grupo de Pesquisa "Estudos de Linguagem, Argumentação e Discurso" (ELAD/CNPq) e líder do GT Argumentação da ANPOLL.



ISABEL CRISTINA MICHELAN DE AZEVEDO

Na Universidade Federal de Sergipe, é professora do curso de Letras Vernáculas, coordenadora do Mestrado Profissional em Letras e líder do GPARA/CNPq. Também é professora permanente do Mestrado em Letras da Universidade Estadual de Santa Cruz, editora da Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação (EID&A), líder do Grupo de Pesquisa "Estudos de Linguagem, Argumentação e Discurso" (ELAD/CNPq), integrante do GT Argumentação da ANPOLL.



PAULO ROBERTO GONÇALVES-SEGUNDO

Na Universidade de São Paulo, é professor do curso de Letras, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa e coordenador do Grupo de Pesquisa “Núcleo de Estudos em Análise Crítica do Discurso da USP” (NEAC/CNPq). É editor da Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação (EID&A) e integrante do Grupo de Pesquisa "Estudos de Linguagem, Argumentação e Discurso" (ELAD/CNPq) e do GT Argumentação da ANPOLL.