GALEGO E PORTUGUÊS: HISTÓRIA, VARIAÇÃO E MUDANÇA

Authors:MARCOS ARAÚJO BAGNO 1, XOÁN CARLOS LAGARES 2
Institution1 UnB - Universidade de Brasília (DF/Brasil), 2 UFF - Universidade Federal Fluminense (RJ/Brasil)

Abstract

Na tradição acadêmica brasileira, as referências a uma suposta língua chamada "galego-português" se limitam, na maioria das vezes, ao estudo da poesia medieval produzida na Galiza e no norte de Portugal, a chamada literatura trovadoresca. Nos estudos propriamente linguísticos, designa-se "português arcaico" a língua escrita em documentos preservados, sem que se faça uma distinção entre o que foi produzido em terras portuguesas e o que foi produzido em terras galegas. Os rótulos "galego-português" e "português arcaico" têm sido contestados recentemente por seu anacronismo, uma vez que foram cunhados no século XIX, sob forte sentimento nacionalista da parte dos filólogos portugueses. O objetivo é ampliar o interesse, no Brasil, pelo estudo sincrônico e diacrônico do galego, o qual tem grande potencialidade de esclarecer a história e a realidade atual da própria língua portuguesa, tanto em sua vertente brasileira quanto em sua vertente europeia: sem dúvida, muitas questões que permanecem em aberto no estudo do português podem vir a ser elucidadas graças a um conhecimento mais acurado da língua galega. Neste simpósio, pretendemos acolher investigações que se proponham examinar as relações entre galego, português europeu e português brasileiro desde as seguintes perspectivas, entre outras: historiografia linguística; sociopolítica histórica e moderna; variação e mudança; contatos e conflitos linguísticos; políticas linguísticas; análises contrastivas de fonética-fonologia, morfossintaxe e léxico; descrição e análise de documentos escritos; intercompreensão; ensino e aprendizagem; produção lexicográfica etc.

Keywords: galego, português, história, variação, mudança


Minicurrículo:

MARCOS ARAÚJO BAGNO

Doutor em Filologia e Língua Portuguesa (USP), professor do Instituto de Letras da Univesidade de Brasília, escritor e tradutor, com diversas obras publicadas, entre elas a Gramática pedagógica do português brasileiro e o Dicionário crítico de sociolinguística. Colaborador do programa de pós-graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal Fluminense (UFF). Pesquisador-associado do Instituto da Língua Galega (Universidade de Santiago de Compostela).



XOÁN CARLOS LAGARES
Doutor em Lingüística, Literatura no Âmbito Galego Português pela Universidade da Coruña (2000). Atualmente é professor associado da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Linguística Histórica e Linguística Aplicada atuando principalmente nos seguintes temas: galego-português, história social e cultural da língua e política linguística.