GRAMÁTICA DE CONSTRUÇÕES: VARIAÇÃO

Authors:MARCOS LUIZ WIEDEMER 1, MARCIA DOS SANTOS MACHADO VIEIRA 2
Institution1 UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro/Brasil), 2 UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro/Brasil)

Abstract

O simpósio temático “Gramática de construções: variação” tem por objetivo explorar como a abordagem construcionista centrada na experiência pode abranger generalizações sobre fenômenos variáveis detectados tanto sincrônica quanto diacronicamente. A investigação dos fenômenos de estabilidade e instabilidade (extensão/variação polissêmica; mudança construcional ou construcionalização) na rede de pareamentos forma-função/significação de uma língua tenha encontrado acolhida tanto entre funcionalistas, que também têm preocupações cognitivistas, quanto entre cognitivistas. Porém, a questão da variação por similaridade funcional (uma potencialidade do sistema, conforme o princípio de não-sinonímia em GOLDBERG, 1995) ou ainda carece de espaço ou, quando tem algum, ocupa lugar periférico entre os problemas de pesquisa até então enfrentados. No intuito de colaborar para que tal fenômeno também seja discutido no âmbito das investigações em Gramática de Construções, objetiva-se, neste simpósio, abrir espaço para  reunir pesquisadores que se dedicam aos seguintes tópicos: (i) iniciativas para a elaboração de um modelo teórico-descritivo de mapeamento de tipos de variação (existência de variação em diferentes níveis de esquematicidade); (ii) estudos de casos de variação por (tipos de) similaridade funcional delineados sob perspectiva construcionista; (iii) iniciativas de problematização do papel de parâmetros como produtividade, composicionalidade (TRAUGOTT & TROUSDALE, 2013) e/ou contextualidade (GOLDBERG, 2016) e/ou dos tipos de links (de herança e relacionais) na análise empírica de fenômenos linguísticos variáveis; (iv) iniciativas para o estabelecimento de constructos teóricos e/ou metodológicos que se enquadrem no recente e crescente interesse (CAPPELLE, 2006, HILPERT, 2014  e 2017, PEREK, 2015) em relacionar modelos construcionista e insights sobre variação ao  estudo efetivo do fenômeno de variação. A este simpósio, interessa o debate sobre o fenômeno da variação na Gramática de Construções. À consolidação de tal debate naturalmente também colaborarão pesquisadores que lidam com o exame da mudança considerando, na descrição linguística, a relação dela com variação por similaridade funcional.

Keywords: Gramática de Construções, Variação, Funcionalismo


Minicurrículo:

MARCOS LUIZ WIEDEMER

É doutor em Estudos Linguísticos pela UNESP, com doutorado sanduíche na Erfurt Universität (Alemanha), sob a orientação do Prof. Dr. Christian Lehmann; mestre em Linguística pela UFSC. É professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), atuando no curso de Letras (Português/Inglês) e no Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (PPLIN). Membro pesquisador dos Grupos de Pesquisa “Discurso & Gramática (UFF) e “Estudos Sociofuncionalistas” (UFMS).



MARCIA DOS SANTOS MACHADO VIEIRA

Doutora e Mestre em Língua Portuguesa pela UFRJ. É Professora Associada III do Departamento de Letras Vernáculas da UFRJ. Coordena, no Projeto PREDICAR (Formação e expressão de predicados complexos), pesquisas sob a ótica da Linguística Funcional(-Cognitiva), da Gramática de Construções e do Sociofuncionalismo. Integra a coordenação do eixo temático do GT de Sociolinguística da ANPOLL Variação e Mudança Linguística. É membro pesquisadora do Grupo de Pesquisa “Discurso & Gramática (UFRJ).