MUSEUS, ARQUIVOS E ESPAÇO URBANO: ENTRECRUZAMENTOS, CONTRADIÇÕES E FILIAÇÕES

Authors:MARIA CLECI VENTURINI 1, ANA LUIZA ARTIAGA RODRIGUES DA MOTTA 2,1
Institution1 Unicentro - Universidade Estadual do Centro-Oeste (PR/Brasil), 2 UNEMAT - Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT (MT/Brasil)

Abstract

Este simpósio, pela filiação teórica à Análise de Discurso francesa, aceita propostas de trabalhos que tenham como proposição pesquisas que enfoquem discursos de/sobre museus e espaço urbano, que problematizem, pelo discurso, as relações de sentidos que entrecruzem lugares, sujeitos, história, memória. Trabalhos que versem sobre a significação da cidade, as inter-relações, as interpelações, os simulacros, os hiatos. Modos de individuação do sujeito, versões da história no reforço ou no apagamento das línguas de imigração, das colonizações. Os museus, nesta filiação teórica, não são compreendidos como lugares de memórias saturadas e já significadas, mas lugares em que interpretam e ressignificam o espaço urbano. Os museus funcionam como lugares de memória, mas muitas vezes escapam à celebração, constituindo-se, não poucas vezes, como lugares de funcionamento da crítica e da revisão de acontecimentos, que legitimam e reforçam as versões da história ou reencaminham para revisões/apagamentos e reescrituras, destacando as diferenças/aproximações entre o ‘dever de memória’ e ‘o trabalho da memória’. A cidade e o museu têm suas materialidades discursivas, que incidem sobre o sujeito e se constitui em discurso pela língua na história. Vale destacar, ainda, em torno de museus e do espaço urbano, o apagamento das minorias, podendo ser objetos de discussões, os museus que escapam às definições canônicas de museus, notadamente, o museu da língua, do amanhã, do holocausto e outros, que não ‘guardam’ memórias, mas as problematizam/rediscutem.

Keywords: história, memória, espaço urbano, museu, discurso


Minicurrículo:

MARIA CLECI VENTURINI

Professora do corpo permanente do Programa de Pós-graduação em Letras da Unicentro e do Programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Paraná. Possui doutorado em Estudos Linguísticos e estágio sênior em História e memória, realizado na Universidade de Coimbra. Realiza pesquisas no âmbito da Análise de Discurso, centrando-se nos estudos da cidade e de museus e arquivos. 



ANA LUIZA ARTIAGA RODRIGUES DA MOTTA

Professora do Programa de Pós-graduação em Linguística-UNEMAT.  Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise de Discurso, atuando  nos seguintes temas: linguagem, discurso, cidade, Políticas publicas ambientais, ecologia, língua e ensino. É Coordenadora do Subprojeto "Leitura e escrita: diferentes práticas de inclusão"Letras/PIBID/CAPES, Coordenadora do Projeto de Pesquisa "Cidade e sentido: uma questão de leitura e ensino", aprovado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso/FAPEMAT.