METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Authors:NÁDIA MARA DA SILVEIRA 1, ANTONIO CÍCERO DE ARAÚJO 1, DAMIÃO AUGUSTO DE FARIAS SANTOS 1
Institution1 IFAL - Instituto Federal de Alagoas (Alagoas/Brasil)

Abstract

O Simpósio de Metodologias Ativas no Ensino de Língua Portuguesa tem como objetivo discutir as variadas propostas de atuação/ação dos professores de Língua Portuguesa, na sala de aula, para a construção do conhecimento no processo ensino-aprendizagem. Nessa perspectiva, o Simpósio tem interesse em acolher trabalhos que estejam relacionados ao uso de metodologias ativas, nas aulas de Língua Portuguesa, como recurso ou ferramenta para a formação opinativa e reflexiva do estudante, a partir da interação coletiva e democrática, por meio do compartilhamento de ideias e pensamentos, buscando a formação autônoma relativa do nosso aluno/sujeito enquanto cidadão, podendo focar em experiências, resultados obtidos, propostas e problemas encontrados no uso e aplicação dessas metodologias. Nesse sentido, considera-se que não existe uma metodologia melhor ou uma única ação metodológica que se sobreponha as outras em salas de aula, pois tudo depende do perfil de determinado grupo de estudantes e dos objetivos de aprendizagem a serem atingidos, bem como das concepções de mundo, de sujeito, de linguagem, de educação etc., adotadas pelos professores. Contudo, é visível a necessidade do professor de Língua Portuguesa de desenvolver ações e atividades variadas, por meio das metodologias ativas na sua sala de aula, através de recursos ou ferramentas instigantes e estimulantes: jogos, dinâmicas, vivências, aulas de campo etc., proporcionando espaço, ZDP, segundo Vygotsky (1984), para que o educando, dentro de um protagonismo interativo, tenha acesso às múltiplas formas de aprender e usar a sua própria língua (Gardner, 1995), já que as metodologias ativas compreendem, de acordo com Berbel (2011, p. 29), uma possibilidade de potencializar a aprendizagem, a partir de experiências concretas e simuladas, de forma a facilitar tanto a assimilação quanto a acomodação, conforme Piaget (1971), dos conteúdos abordados em sala de aula, porém de forma divertida e acessível para todos.

Keywords: Metodologias Ativas, Ensino-Aprendizagem, Português


Minicurrículo:

NÁDIA MARA DA SILVEIRA

Profa Classe Titular do IFAL - Instituto Federal de Alagoas. Doutora em Linguística (UFAL). Líder/Pesquisadora Grupo Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas em Educação – GEMPE (CNPQ/IFAL). Projeto: Desenvolvimento de jogos para estimulação de inteligências em crianças. Membro/Pesquisadora Grupo de Pesquisa ensino e aprendizagem de línguas – Pós-Graduação em Letras e Linguística (PPGLL) - Universidade Federal de Alagoas (CNPQ/UFAL). Projeto: Jogos Linguísticos para Estimulação de Inteligências em Crianças. :E-mail: nadiasilveira@yahoo.com.br.



ANTONIO CÍCERO DE ARAÚJO

Prof. Classe Titular do IFAL – Instituto Federal de Alagoas. Doutor em Linguística (UFAL). Pesquisador do Grupo Ensino e Aprendizagem – Pós-Graduação em Letras e Linguística (PPGLL) – Universidade Federal de Alagoas - (UFAL). Projeto: A identidade e o intuito discursivo do sujeito em estampas de camisa em inglês. E-mail: antonio.araujoifal@gmail.com



DAMIÃO AUGUSTO DE FARIAS SANTOS

Prof. do IFAL – Instituto Federal de Alagoas. Doutor em Educação (UTIC - Universidade Tecnológica Intercontinental – Assunção – Paraguai). Membro do Grupo de Pesquisa MOLI- Múltiplos Olhares sobre a Linguagem, IFAL. Desenvolve pesquisas nas Áreas: Ensino-Aprendizagem; Interações Presenciais e Virtuais em AVAs e Gêneros Textuais. Orientador de Projetos de Extensão ligados às práticas de leituras e produções textuais na Educação Fundamental I em escolas públicas de Alagoas. E-mail: farias_damiao@hotmail.com.