O INSÓLITO EM CONTOS DA LITERATURA AFRICANA CONTEMPORÂNEA

Authors:ANA CRISTINA TEIXEIRA DE BRITO CARVALHO 1, LILÁSIA CHAVES DE ARÊA LEÃO REINALDO 2
Institution1 UEMA - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO (MARANHÃO/BRASIL), 2 IFMA - INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO (MARANHÃO/BRASIL)

Abstract

                     

As primeiras manifestações literárias já apresentavam elementos de subversão ao real cartesiano, embora estas não tivessem maior destaque no cenário da crítica e, nesse contexto, termos como fantástico, maravilhoso e mágico passam a nomear tais fenômenos. No entanto, Wittiman (2012) observa que, quando se fala em fantástico e em mágico, se está referindo a uma visada ocidental, uma vez que, na cultura africana, o sobrenatural é natural. Sílvio Ruiz Paradiso avalia que, em se tratando de Literatura africana, certos fenômenos considerados mesmo absurdos, incomuns ou impossíveis às demais civilizações, são comuns e fazem parte intrínseca de uma percepção do real, de uma realidade animista (2015). Abranches (2011) lembra que a expressão realismo animista foi sugerida inicialmente em Angola pelo escritor Pepetela e que o termo utilizado para referir-se à arte africana é uma tentativa de conceituar elementos insólitos, mas sem cair na armadilha de nomeá-las a partir de termos e estética “eurocidental”. Francisco Noa (2002) avalia que considerar como maravilhosas, fantásticas ou mágicas, vivências tão comuns do africano, é reforçar a ideia eurocêntrica de primitivismo e superstição (o ‘fantástico exótico’) a instituição mais importante do continente negro – o que chamamos aqui de ‘sobrenatural’, uma vez que muito daquilo considerado absurdo e improvável pelas demais civilizações, são percebidos como comuns a partir de uma percepção do real de uma realidade animista. Sob essa perspectiva, esse simpósio propõe congregar trabalhos que discutam contos da literatura contemporânea africana que são constituídos por meio de referências a elementos insólitos, tratados por diferentes denominações. Dentro desse escopo, esperam-se trabalhos que: 1) contemplem leituras críticas de contos de escritores africanos modernos ou contemporâneos constituídos por meio de referências a elementos insólitos 2) contemplem leituras teóricas que discutam conceitos do fantástico, maravilhoso e mágico em contraposição ao conceito de realismo animista, proposto por escritores e críticos africanos.

 

     

Keywords: LITERATURA AFRICANA CONTEMPORÂNEA, CONTO, FANTÁSTICO, REALISMO ANIMISTA, INSÓLITO


Minicurrículo:

ANA CRISTINA TEIXEIRA DE BRITO CARVALHO

Professora de Literatura Portuguesa da Universidade Estadual do Maranhão – campus Balsas – Brasil. Desenvolve pesquisas sobre o ensino da literatura e sobre as literaturas brasileira e africana modernas e contemporâneas, sobretudo enfocando as relações entre a forma estética e as questões insólitas que caracterizam o fantástico. Atualmente coordena o Grupo de Pesquisa Núcleo de investigação da narrativa – NINA e pesquisas que abordam análise do livro didático de literatura.



LILÁSIA CHAVES DE ARÊA LEÃO REINALDO
Professora de Língua inglesa e Portuguesa do Instituto federal de Ciências e Tecnologia do Maranhão IFMA – campus Codó Brasil. Desenvolve pesquisas sobre a literatura piauiense, dedicando-se especialmente a obra do escritor H. Dobal. Atualmente coordena o Grupo de Pesquisa em Tradições Culturais.