SEMÂNTICA E PRAGMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA

Authors:ANA PAULA QUADROS GOMES 1, LUCIANA SANCHEZ-MENDES 2
Institution1 UFRJ - Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro/ Brasil), 2 UFF - Universidade Federal Fluminense (Rio de Janeiro/ Brasil)

Abstract

Este simpósio se propõe a reunir resultados de investigações que forneçam explicações para fenômenos de natureza semântica ou pragmática do Português do Brasil (PB), Europeu (PE), Angolano e/ou de outras variedades. Buscamos debater a investigação da gramática da língua materna de uma comunidade de fala no nível de descrição do significado semântico, tomando por unidade de análise componentes de sentenças, sentenças e seus contextos de proferimento, levando-se em conta que há muita literatura de fonologia, morfologia, sintaxe e discurso/texto, mas há um desnível considerável quanto ao número de trabalhos publicados que ofereçam um tratamento semântico/pragmático da gramática da língua portuguesa. Abordagens formais, com formulação de hipóteses refutáveis, em conjunto com os recursos da semântica e da pragmática experimentais, têm muito a contribuir para descrever e analisar a língua portuguesa nos níveis da semântica e da pragmática, por meio de estudos, por exemplo, do significado do plural nominal, da distribuição e interpretação do nome nu singular e do nome nu plural, da interpretação de determinantes e quantificadores, da posição e da interpretação dos de adjetivos e de advérbios, do tempo, modo e aspecto verbais, da (a)telicidade verbal, entre outros temas. Esses temas conversam com os estudos internacionais e ajudam a caracterizar as especificidades semânticas do português em relação a outras línguas, ou de suas variedades em relação a outras delas, bem como podem vir a produzir subsídios importantes para o ensino de português tanto como língua materna quanto como segunda língua.

Keywords: semântica, pragmática, estudos formais


Minicurrículo:

ANA PAULA QUADROS GOMES

Ana Quadros Gomes é doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo
(USP), com bolsa-sanduíche na University of Massachusetts. É professora da
Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (FL/UFRJ) e docente
da pós-graduação em Letras Vernáculas (Pós-vernáculas/UFRJ) e do mestrado
profissional em Linguística e Línguas Indígenas – PROFLLIND – (Museu
Nacional/UFRJ). É pesquisadora em Linguística, especialmente em Semântica Formal,
e coautora do Para Conhecer Semântica (editora Contexto).



LUCIANA SANCHEZ-MENDES

Luciana Sanchez-Mendes é doutora em Linguística pela USP, com cotutela com a Université Paris 8. É professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal Fluminense (UFF), docente do programa de pós-graduação em Estudos da Linguagem da UFF e professora colaboradora externa do mestrado profissional em Linguística e Línguas Indígenas – PROFLLIND – (Museu Nacional/UFRJ). É pesquisadora em Linguística, especialmente em Semântica Formal, e coautora do Para Conhecer Semântica (editora Contexto).