O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E AS POLÍTICAS PÚBLICAS: COMO FICAM AS PROPOSTAS METODOLÓGICAS PARA O ENSINO NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Authors:LETÍCIA JOVELINA STORTO 1, CLÁUDIA MARIS TULLIO 2, SONIA MERITH-CLARAS 2
Institution1 UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná (Paraná/BR), 2 UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste (Paraná/BR), 3 UNICENTRO - Universidade Estadual do Centro-Oeste (Paraná/BR)

Abstract

Diante das mudanças contemporâneas no âmbito educacional, o profissional da educação vê-se na emergência de adequar-se às novas políticas públicas de ensino, dentre elas a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). No entanto, o que se observa nos cursos de formação de professores, seja em nível inicial ou continuado, é que, muitas vezes, os documentos oficiais ainda não encontram “eco” nem são efetivados pelos profissionais por uma série de razões, entre as quais se podem citar falta de (in)formação, de estudo críticos dos documentos e de atualização. Dessa forma, objetiva-se, neste simpósio, congregar reflexões acerca das políticas públicas que norteiam o ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica brasileira, além de apresentar e refletir a respeito de propostas teórico-metodológicas para esse ensino e como as políticas têm ancorado tais propostas. Para tanto, assumimos a noção de língua enquanto processo de interação, partilhada por sujeitos constituídos histórico, cultural e ideologicamente situados (BAKHTIN, 2004). E ao reunir pesquisas que refletem detidamente a respeito das políticas públicas em vigência e de como elas tratam o ensino do português no Brasil, em seus variados eixos, tenta-se compreender a educação linguística na contemporaneidade, verificando quais discursos a perpassam, em que base teórica, filosófica e educacional se fundamenta e quais heranças serão deixadas para o futuro da educação no país. Por outro lado, quando se fala em educação básica, não se pode deixar de lado a formação de professores, o que inclui as Políticas Públicas de ensino que têm norteado, em específico, os cursos de Licenciatura. Dessa forma, elas também são objeto do presente simpósio, haja vista atingirem diretamente a educação básica. Cumpre frisar que se busca a heterogeneidade teórico-metodológica de pesquisa e de análise dos dados e que as discussões propostas dão continuidade a outras já realizadas anteriormente.

Keywords: Ensino, Língua portuguesa, Políticas Públicas


Minicurrículo:

LETÍCIA JOVELINA STORTO

É professora da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Atua como docente efetiva no Programa de Pós-Graduação em Ensino (PPGEN) e no Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras). É doutora e mestre em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (UEL); especialista em Língua Portuguesa e graduada em Letras pela mesma instituição. É líder do grupo de pesquisa Diálogos Linguísticos e Ensino: Saberes e Prática – DIALE (UENP/CNPq).



CLÁUDIA MARIS TULLIO

É docente efetiva do Departamento de Letras da Universidade Estadual do Centro-Oeste, Campus de Guarapuava, doutora em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina. É membro dos grupos de pesquisa Ensino de Língua e Literatura, (UNICENTRO); Interfaces língua e literatura (UNICENTRO); Diálogos Linguísticos e Ensino: Saberes e Prática – DIALE (UENP/CNPq); Linguística Forense (UNICENTRO). Atua na área de Linguística Aplicada.



SONIA MERITH-CLARAS

É professora do quadro efetivo da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). É doutora e mestre em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Tem graduação em Letras e especialização em Literatura Brasileira pela Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão (FECILCAM). Atualmente, é coordenadora do Curso de Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa da UNICENTRO, na modalidade a distância.