O LUGAR DAS TEORIAS GRAMATICAIS NA EDUCAÇÃO BÁSICA E NA FORMAÇÃO DOS PROFESSORES

Authors:SANDRA QUAREZEMIN 2, AQUILES TESCARI NETO 1
Institution1 UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas (São Paulo, Brasil), 2 UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina (Santa Catarina, Brasil)

Abstract

Os anos 80 e 90 viram emergir, entre os linguistas brasileiros, reflexões importantes sobre o lugar da gramática na escola. Como marcos importantes dessas reflexões destacam-se os trabalhos de Geraldi (1984), Kato (1986), Ilari & Possenti (1989), Castilho (1990), Possenti (1991), Perini (1995), dentre outros. Uma ideia comum à maioria desses trabalhos era a necessidade de se propor um repaginamento metodológico no ensino de gramática. Assim, Geraldi (1984) e Possenti (1991), p.ex., sugerem que o texto seja tomado como unidade de análise no ensino de gramática. Os documentos oficiais, publicados no final dos anos 90 e no início do novo milênio deslocaram, contudo, o foco no ensino de gramática a partir do texto para um foco no ensino do funcionamento discursivo do texto, subvertendo, então, o que os trabalhos supracitados haviam sugerido como marco metodológico (Tescari Neto, 2017). Os PCNs, aliás, silenciaram por completo as vozes de teorias linguísticas como a Gramática Gerativa e as Gramáticas Funcionalistas e a sua (possível) contribuição para o ensino de língua materna (Pires de Oliveira & Quarezemin, 2016), não obstante, contudo, todo o sucesso dessas teorias para uma compreensão da natureza, estrutura e funcionamento das línguas naturais – com o desenvolvimento inclusive de metodologias inéditas de investigação (no conjunto das Humanidades). O simpósio tem então, por objetivo reunir trabalhos que discutam o lugar da epistemologia e da metodologia de teorias gramaticais (a Gramática Gerativa – ou qualquer outra teoria gramatical formalista –, a Gramática Funcional – em várias de suas vertentes – ou mesmo de teorias sociolinguísticas voltadas à descrição de fenômenos gramaticais) não só no ensino de gramática na Educação Básica (na elaboração de atividades didáticas e de programas de ensino) como também na formação e atualização de professores.

Keywords: ensino de gramática, teorias gramaticais, educação básica, formação de professores, aula de português


Minicurrículo:

SANDRA QUAREZEMIN

Possui graduação em Letras, Mestrado e Doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina. Fez doutorado sanduíche na Università Degli Studi di Siena/Itália, bolsista CNPq. Fez um ano de pós-doutorado na Università Ca'Foscari (UNIVE) - Venezia/Itália, bolsista Capes. É professora do Programa de Pós-Graduação em Linguística e do Departamento de Língua e Literatura Vernáculas da UFSC. Atua na área de Teoria e Análise Linguística, especificamente na Sintaxe Gerativa.



AQUILES TESCARI NETO

Professor no Departamento de Linguística da UNICAMP, na área de "Teorias Linguísticas e Ensino de Gramática". Doutorou-se em Veneza, na área de Sintaxe Gerativa, com tese sobre a posição do verbo em português, com bolsa de doutorado pleno no exterior do CNPq. Tem interesse em sintaxe gerativa, Cartografia Sintática e ensino de gramática.