PORTUGAL, AMÉRICAS LUSA, HISPÂNICA E ANGLO-SAXÔNICA: LITERATURAS EM CONTATO

Authors:MARIA DE FATIMA DO NASCIMENTO 1,1, HUGO LENES MENEZES 2, MARCELA FERREIRA 3
Institution1 UFPA - Maria de Fatima do Nascimento (Pará/Brasil), 2 IFPI - Hugo Lenes Menezes (Piauí/Brasil), 3 IFG - Marcela Ferreira (Goiás/Brasil)

Abstract

No vizinho século XX e neste milênio, encontramo-nos num mundo transnacional, em que fatos histórico-culturais (como o literário) estão intimamente relacionados, dispondo de novos paradigmas de análise e interpretação, a exemplo da interdisciplinaridade e da desconfiança nas verdades absolutas. O conhecimento é um só, dividido apenas por didatismo. Todavia, sua unidade constitui imperativo associado à nossa busca de entendimento universal. De onde devermos estabelecer relações entre aspectos da realidade, para que ela não se apresente, numa visão positivista, compartimentada, mas sim numa interação entre suas manifestações, convergindo para um saber comum. Como ilustra a História Literária, identificamos emblemático exemplo pertinente nas conexões entre arte verbal e ciência histórica, que, estruturalmente, têm em comum o código narrativo. Das colaborações que a chamada nova história extrai da teoria literária, destacamos o questionamento da narração. Com base no hermeneuta Paul Ricouer, reconhecemos que as narrativas historiográfica e ficcional, conservando características próprias, achegam-se e emprestam, uma da outra, recursos que aperfeiçoam seus fundamentos e o diálogo com os receptores, tendo sido consideradas gêneros de fronteiras. Para semelhante enfoque Hayden White, Carlo Ginzburg e Peter Burke se voltam, almejando uma reflexão que escape ao confronto entre narradores e analistas. Então, recorrendo à interdisciplinaridade, no caso enquanto articulação do fenômeno literário com o histórico, além de encarar a metodologia enfocada como o novo organum acadêmico, objetivamos oferecer um espaço histórico-literário para uma discussão comparativa, tomando por referente material a Europa, exatamente Portugal, e as três Américas do Novo Mundo. Tal espaço corresponde ao simpósio que ora propomos, ao qual são bem-vindos, entre outros, trabalhos sobre o século XIX romântico, realista-naturalista, simbolista e impressionista, bem como textos sobre poesia e ficção do Modernismo brasileiro, no século XX, e também comunicações acerca da literatura das primeiras décadas deste novo milênio, produzida nos referidos territórios geográficos.  

Keywords: Teoria e História Literária, Literatura do Continente Americano, Literatura da Europa Lusófona, Interdisciplinaridade.


Minicurrículo:

MARIA DE FATIMA DO NASCIMENTO

Maria de Fatima do Nascimento possui doutorado em Teoria e História Literária (2012), pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com a tese de doutorado Benedito Nunes e a moderna crítica literária brasileira (1946-1969). É Professora de Literatura Brasileira da Graduação e dos programas de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Letras da Universidade Federal do Pará (UFPA).



HUGO LENES MENEZES

Hugo Lenes Menezes é Doutor em Teoria e História Literária pela UNICAMP; pós-doutorado em Estudos Comparados de Literaturas em Língua Portuguesa pela USP; aperfeiçoado em Língua Francesa pelo Centre d’Approches Vivantes des Langues et Médias (CAVILAM) de Vichy, França; docente convidado do Mestrado Acadêmico em Letras da UFPI; Professor Titular do Instituto Federal do Piauí (IFPI) e Assessor de Relações Internacionais do IFPI.



MARCELA FERREIRA

Marcela Ferreira é formada em Letras – Português/Espanhol pela UNESP- FCL de Assis-SP, onde também defendeu a tese de doutorado “Inglês de Sousa: imprensa, literatura e Realismo”, em 2015. É professora do Instituto Federal de Goiás, desde 2010, atuando nos cursos técnicos integrados ao médio, EJA e cursos superiores ofertados pelo campus. Possui experiência em Letras, com ênfase em literatura brasileira.