MORFOSSINTAXE DO PORTUGUÊS

Authors:LÍLIAN TEIXEIRA DE SOUSA 1, DANNIEL DA SILVA CARVALHO 1
Institution1 UFBA - Universidade Federal da Bahia (Bahia/Brasil)

Abstract

Um dos efeitos da expansão ultramarina foi o contato do português e diversas outras línguas, resultando em mudanças linguísticas que comporiam, em alguns casos, diferentes línguas. No que diz respeito ao português brasileiro (PB), por exemplo, há várias hipóteses sobre o papel do contato e seu desenvolvimento, entre as quais: a crioulização (Guy, 1981), a transmissão linguística irregular (Baxter, 1985, Lucchesi & Baxter, 2009) e a deriva secular (Naro & Scherre, 2007). Cada uma dessas abordagens passa, inevitavelmente, pelo estudo das propriedades morfossintáticas do PB, podendo envolver diferentes variedades e/ou línguas. Além da tão referida distinção na realização fonológica do sujeito, entre o português europeu e o português brasileiro verificam-se diferença de interpretação de nomes nus, de objetos nulos, de realização da negação sentencial, além da redução, no português brasileiro, do paradigma flexional e pronominal. O avanço no estudo desses fenômenos tem contribuído não apenas para o entendimento dessas variedades como apontado caminhos para o estudo dos processos de mudança e do papel do contato de forma geral. Nesse sentido, essa proposta de simpósio busca agregar pesquisas sobre a estrutura morfossintática das diversas variedades do português em estudos que podem ser comparativos ou descritivos de qualquer variedade com o objetivo de entender as peculiaridades e de suas implicações para as teorias gramaticais, de mudança e contato linguístico.

Keywords: morfossintaxe, contato, português


Minicurrículo:

LÍLIAN TEIXEIRA DE SOUSA

É professora Adjunta na UFBA, onde também integra o Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura. Doutora em Linguística pela UNICAMP (2012), com período sanduíche na Universidade Livre de Berlin. Possui graduação em Letras pela UFOP (2004) e mestrado em Estudos Linguísticos pela UFMG (2007). Tem experiência na área de Teoria e Análise Linguística, com ênfase em Sintaxe e suas interfaces. Trabalha com fenômenos de mudança e sintaxe comparada.



DANNIEL DA SILVA CARVALHO

Possui graduação em Letras e doutorado em Linguística pela UFAL (2008). É professor Associado da UFBA e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura. É lider do Grupo de Pesquisa Sintaxe-Phi das Línguas Naturais. Desenvolve pesquisas na área de Teoria e Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: traços-phi e seu impacto na morfossintaxe das línguas naturais, sistema pronominal do português e suas interfaces morfossintáticas e sintático-semântica.