ESTUDOS FORMAIS DAS LÍNGUAS NATURAIS

Authors:ADEILSON PINHEIRO SEDRINS 1, MARCELO SIBALDO 2
Institution1 UFRPE - Universidade Federal Rural de Pernambuco (Pernambuco/Brasil), 2 UFPE - Universidade Federal de Pernambuco (Pernambuco/Brasil)

Abstract

Uma busca constante da teoria gerativa é a de satisfazer tanto a uma adequação descritiva das línguas naturais, isto é, uma descrição cuidadosa do conhecimento de um falante sobre a sua língua, como também satisfazer à condição da adequação explicativa, que se refere à busca para demonstrar como cada língua particular é derivada a partir de um estado inicial uniforme à espécie humana. Essa linha de investigação tem permitido apresentar estudos comparativos das línguas naturais, observando propriedades universais, como também propriedades distintivas denominadas de parâmetros, responsáveis por diferenças entre gramáticas particulares. Essa abordagem tem permitido aproximar línguas que, a princípio, parecem não compartilhar propriedades gramaticais comuns e, ao mesmo tempo, observar como línguas aparentemente próximas apresentam propriedades paramétricas distintas. Um exemplo interessante é o parâmetro do sujeito nulo, que distingue a variedade europeia do português da varieadade brasileira, conforme constatado por um número expressivo de trabalhos. Partindo dessa perspectiva, o objetivo deste simpósio é promover um espaço para a divulgação e promoção de novos conhecimentos acerca das gramáticas de línguas particulares, como também de propriedades gerais das línguas humanas, cujas bases teóricas advêm da teoria gerativa chomskyana. Buscamos reunir trabalhos que investigam aspectos morfológicos, sintáticos e semânticos das línguas naturais, principalmente trabalhos voltados para o estudo formal de variedades do português.

Keywords: Sintaxe, Morfologia, Semântica, Linguística Formal, Gerativismo


Minicurrículo:

ADEILSON PINHEIRO SEDRINS

Professor Associado I da Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Garanhuns (UFRPE/UAG). Doutor em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística da Universidade Federal de Alagoas (2009). Atua em pesquisas na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística/Sintaxe Gerativa. É professor do Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística da UFAL e vice-líder do Grupo de Estudos em Teoria da Gramática (GETEGRA).



MARCELO SIBALDO

Graduado em Letras pela Universidade Federal de Alagoas (2004) e doutor em Letras e Lingüística pela Universidade Federal de Alagoas (2009). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Letras, e Professor do Programa de Pós-Gradução em Letras da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: sociolinguística variacionista, sintaxe gerativa, small clauses e português brasileiro.