A LÍNGUA PORTUGUESA NA ÁFRICA E AS LÍNGUAS CRIOULAS DE BASE PORTUGUESA

Authors:EDUARDO FERREIRA DOS SANTOS 1, ANA LIVIA AGOSTINHO 2
Institution1 UNILAB - UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (Bahia/Brasil), 2 UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA (Santa Catarina/Brasil)

Abstract

Resumo: Ao longo da tradição dos estudos de descrição e análise linguísticas da língua portuguesa, as variedades brasileira e europeia sempre foram o foco da principal agenda de pesquisadores, seja em uma perspectiva comparativa, seja nos estudos que apontassem as especificidades de cada variedade falada no Brasil e em Portugal. Nos últimos anos, no entanto, houve um crescente número de novos trabalhos que se debruçam sobre os aspectos linguísticos do português, para além das duas variedades supracitadas, indicam a emergência dos estudos que apontem para as características linguísticas encontradas nas variedades da língua portuguesa falada em África e, também, das línguas crioulas de base portuguesa. Neste simpósio, pretende-se reunir trabalhos finalizados, ou pesquisas em andamento, que privilegiem a descrição e a análise das variedades africanas do português (Angola, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe) e das línguas crioulas de base portuguesa em diferentes níveis linguísticos (fonologia, morfologia, sintaxe, semântica e pragmática, além de suas interfaces), a partir de referenciais teóricos e metodológicos diversos, tanto em uma perspectiva sincrônica como diacrônica. Busca-se, assim, uma discussão que evidencie as questões inerentes ao contato linguístico e da pluralidade linguística que perpassam a formação dessas variedades de português e o surgimento das línguas crioulas.

Keywords: língua portuguesa na África, línguas crioulas, contato linguístico, descrição e análise linguísticas


Minicurrículo:

EDUARDO FERREIRA DOS SANTOS

Professor Adjunto da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). Possui doutorado em Filologia e Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo  com tese sobre as sentenças marcadas para o foco na variedade africana do português falado no município do Libolo, em Angola, a partir de uma abordagem minimalista. Atua na área de teoria e análise linguística com interesse na interface sintaxe/discurso,português na África, línguas crioulas e contato linguístico. 



ANA LIVIA AGOSTINHO

Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo. É professora do Departamento de Língua e Literatura Vernáculas da Universidade Federal de Santa Catarina, atuando no curso de Graduação em Letras – Português. Tem experiência na área de Linguística,com ênfase em Teoria e Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: descrição fonológica, fonologia das línguas crioulas e fonologia do português brasileiro.