DISCURSOS SOBRE AS REFORMAS CURRICULARES DA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA

Authors:NOADIA IRIS DA SILVA 1, JANE CRISTINA BELTRAMINI BERTO 3, AMARILDO PINHEIRO MAGALHÃES 2
Institution1 UAST/UFRPE - UAST/UFRPE (BRASIL), 2 UEM- PR - UEM- PR (BRASIL), 3 UFRPE/UAST - UFRPE/UAST (BRASIL)

Abstract

RESUMO: Constituir-se como território de disputa é um aspecto inerente ao currículo escolar. A inclusão-exclusão de conteúdos, a definição e hierarquização de componentes curriculares, a construção dos itinerários formativos, entre outros elementos, tomados como prioritários ou não no processo de ensino refletem os vários poderes e vozes em conflito que caracterizam as condições de produção das políticas públicas em educação em nosso país, como decorrência, inclusive, da instabilidade que marca a história política brasileira. Perpassam ainda esse jogo de interesses as questões empresariais ligadas à formação de profissionais da educação e da comercialização de materiais didáticos, decorrentes da avidez pela captação dos recursos financeiros destinados a esse setor. A partir dessa conjuntura, este simpósio objetiva congregar trabalhos e resultados de pesquisas sustentados pelas diversas vertentes dos estudos linguísticos e suas múltiplas abordagens no campo dos estudos descritivos, ensino aprendizagem de línguas e/ou estudos do texto e do discurso, que problematizem as políticas curriculares no Brasil, em sua multiplicidade de documentos curriculares oficiais, tanto nas esferas da administração pública (federal, estadual ou municipal) quanto na iniciativa privada. Almeja-se estabelecer um espaço de discussão-problematização acerca do(s) sentido(s) que o vocábulo "reforma" assume na relação com a produção das políticas educacionais e das questões político-ideológicas e teórico-metodológicas que constituem a sua formulação e implementação no(s) espaço(s) da escola, no interstício dos últimos vinte anos e, em especial, no tocante às reformulações propostas-impostas mais recentemente, de base curricular, tais como a propalada reforma do Ensino Médio em conjunto a definição-publicização de uma base nacional comum curricular – BNCC, aprovada e em fase de implantação nas escolas de norte a sul. Nesse escopo, encontram-se não apenas os discursos com produção e circulação no âmbito das instituições educacionais, ou voltados aos educadores, mas também aqueles  formulados e veiculados pelas  esferas políticas e midiáticas.

Keywords: Currículo, Discurso, Reforma, Educação


Minicurrículo:

NOADIA IRIS DA SILVA

Professora adjunta da Universidade Federal Rural de Pernambuco -Unidade Acadêmica de Serra Talhada UAST/UFRPE.  Mestre e Doutora em Linguística pela UFPE. Realizou Doutorado Sanduíche na Universidade do Minho- Portugal. Ministra disciplinas do núcleo profissional do curso de Letras: Prática de Ensino, Estágio Supervisionado Obrigatório, Alfabetização e Letramento. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguagem e Educação -GEPLE. Desenvolve pesquisas em Linguística Aplicada.



JANE CRISTINA BELTRAMINI BERTO

Doutorado e Mestrado em Letras (UEM). Professora adjunta na Universidade Federal Rural de Pernambuco- Unidade Acadêmica de Serra Talhada(UFRPE-UAST). Doutorado sanduíche na Universidade de Aveiro -PT. Pesquisadora do Grupo de Estudos em Linguagem e Educação -GEPLE (UFRPE) e integrante do grupo de pesquisa Interação e Escrita (UEM). Atua na formação inicial e continuada de professores, desenvolve pesquisas em Linguística Aplicada nos temas ensino e aprendizagem da escrita, documentos curriculares.
 



AMARILDO PINHEIRO MAGALHÃES

Doutor em Letras (Estudos Linguísticos) pela Universidade Estadual de Maringá. Servidor técnico-administrativo de nível superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná, atualmente ocupando a função de Pró-reitor de Ensino. Membro do GT - Ensino Médio Integrado do Fórum dos Dirigentes de Ensino/ Conif. Atua na área de Linguística (Análise de Discurso) e Educação (Concepções e diretrizes da educação profissional e tecnológica).