OSMAN LINS: ENTRE O REALISMO E O IMAGINÁRIO

Authors:ROBSON TELES GOMES 1, ERMELINDA MARIA ARAÚJO FERREIRA 1, ROSANA MARIA TELES GOMES 1,2,3
Institution1 UNICAP - UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO (PERNAMBUCO/BRASIL), 2 UFPE - UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO (PERNAMBUCO/BRASIL), 3 IFPE - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO (PERNAMBUCO/BRASIL)

Abstract

Osman Lins: entre o realismo e o imaginário


A obra do escritor pernambucano Osman Lins é marcada por um duplo viés: sem se constituir um movimento panfletário, atua politicamente na denúncia da censura e dos avanços fascistas do período em que foi produzida (nos anos de 1960-1970) no Brasil; sem se alinhar ao movimento fantástico latinoamericano, atua esteticamente no resgate da cultura nacional e regionalista, com seus costumes, crenças e simbolismos próprios. Nessa perspectiva, o resultado é uma obra ímpar, extensa e complexa, para a qual convergem elementos do mais verídico e documental realismo e da mais surreal e imprevisível fantasia, na qual o universo imaginário se pluraliza em imagens, na construção de personagens, na quebra de limites entre os gêneros literários, na estrutura dos textos. Ademais, Jornalismo e Alquimia transitam nas estranhas veredas de uma monumental construção, que utiliza recursos intersemióticos os mais diversos para a produção de
efeitos surpreendentes, nos quais a ética emana da própria natureza estética do empreendimento. Neste simpósio, portanto, nos propomos a refletir sobre essas vertentes do real e do imaginário em todos os gêneros visitados por Osman Lins em sua carreira: o romance, o conto, as narrativas, o teatro, o ensaio, o roteiro para televisão, etc.

 

Keywords: LITERATURA, OSMAN LINS, REALIDADE, IMAGINÁRIO


Minicurrículo:

ROBSON TELES GOMES

Doutor em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Paraíba, Professor Assistente II da Universidade Católica de Pernambuco, Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade Católica de Pernambuco, Professor de Linguagens do Ensino Médio do Colégio Santa Maria, Vice-Presidente do ICOL (Instituto Cultural Osman Lins), Dramaturgo e Encenador. Ênfase nos seguintes temas: Osman Lins, Olavo Bilac, Dias Gomes, Imaginário, Gêneros Literários, Literatura Infantojuvenil.



ERMELINDA MARIA ARAÚJO FERREIRA

Formada em Medicina e Letras, mestre e doutora em Letras pela PUC-Rio e Universidade de Lisboa. Pós-doutorado em Letras na Universidade Nova de Lisboa. Professora do curso de Letras e do Programa de Pós-graduação em Letras da UFPE, colaboradora do Instituto de Estudos Modernistas da Universidade Nova de Lisboa (IEMo). Líder do Núcleo de Estudos em Literatura e Intersemiose (NELI/UFPE). Editora da Intersemiose - Revista digital. Pesquisadora do CNPq.



ROSANA MARIA TELES GOMES

Tem dotutorado (2017) e mestrado (2003) em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco. Atualmente é Chefe de Gabinete do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco e doutoranda do Programa de Pós Graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.Tem experiência na área de Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: Osman Lins, imaginário, Mia Couto, Pepetela, Africa e Identidade.