ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS NA INTERNACIONALIZAÇÃO EDUCACIONAL

Authors:MARIA HELENA DA NÓBREGA 1, MARCELO CONCÁRIO 2, JOAQUIM COELHO RAMOS 3
Institution1 USP - Universidade de São Paulo (SP/Brasil), 2 UNESP - Universidade Estadual Paulista (SP/Brasil), 3 CUNI - Universidade Carolina (Praga/República Tcheca)

Abstract

Facebook, Instagram, Whatsapp, Uber, Airbnb promovem novas formas de fazer em diversos setores da sociedade. Somados à crescente internacionalização, esses processos disruptivos colocam as questões culturais e linguísticas como elementos essenciais na comunicação cotidiana (ARAÚJO; LEFFA, 2016). Para acompanhar essas mudanças, a escola precisa superar o imobilismo presente em muitos projetos político-pedagógicos (VETROMILLE-CASTRO; FERREIRA, 2016). Longe de ser modismos passageiros, o pluralismo linguístico e a diversidade dos modos de expressão em contextos formais e informais merecem, cada vez mais, investigação e debate. Dessa forma, ao mesmo tempo em que os espaços e as possibilidades para o uso autorizado das línguas maternas e estrangeiras tornam-se objetos de pesquisa e temas relevantes para cursos de formação de professor, as convenções de uso e diversidade reafirmam sua importância nos processos comunicativos, e as competências linguístico-comunicativas firmam-se como ferramentas inalienáveis na formação profissional. Como consequência, esses novos contextos de produção do conhecimento demandam reposicionamento dos papéis dos atores principais do processo de ensino e aprendizagem: professor e aluno. A temática norteadora deste simpósio é a investigação de práticas de ensino e aprendizagem de língua materna e estrangeira, bem como a incorporação de recursos tecnológicos em contextos de internacionalização (GOLDIE, 2016). O objetivo é produzir diálogo entre práticas bem-sucedidas, replicando a experiência de pesquisadores e professores no ensino de língua materna e estrangeira, envolvendo o português, no Brasil ou no exterior. Na perspectiva da linguística aplicada, a metodologia adotada nas propostas deve ter caráter exploratório, ancorado em pesquisa teórica e prática observada. Sendo assim, este simpósio acolhe trabalhos com foco no ensino de línguas, na formação de professores e na gestão de projetos pedagógicos relacionados à internacionalização – português para falantes de outras línguas ou outras línguas para falantes de português, de forma a promover práticas responsivas às questões profissionais e educacionais do século XXI.

Keywords: ensino, aprendizagem, línguas, internacionalização, tecnologia


Minicurrículo:

MARIA HELENA DA NÓBREGA

Maria Helena da Nóbrega é professora da Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Realizou o pós-doutorado sobre Aprendizagem Baseada em Problemas, na Universidade de Roskilde (Dinamarca). Concluiu o doutorado em Filologia e Língua Portuguesa na USP, com bolsa de estudo Capes para pesquisa de um ano na Universidade de Oxford (Inglaterra). Foi professora-leitora na Universidade de Aarhus (Dinamarca) e na Universidade de Salamanca (Espanha).



MARCELO CONCÁRIO

Marcelo Concário é doutor em Linguística Aplicada pela Unicamp, com pós-doutorados na Eastern Washington University (Estados Unidos) e Universität Wien (Aústria). É professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, onde ensina inglês para fins específicos, com base em fundamentos do ensino baseado em conteúdos e CLIL (content-and-language integrated learning). Possui experiência com diversas atividades de internacionalização, incluindo ensino de português para falantes de outras línguas.



JOAQUIM COELHO RAMOS

Joaquim Coelho Ramos é leitor do instituto Camões e professor na Universidade Carolina, Rep. Tcheca. Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, pós-graduado em Cultura Portuguesa Contemporânea pela Universidade Aberta de Lisboa, mestre em Direito, e mestre em Português- Língua Estrangeira pela Universidade do Porto, doutorou-se em Filologia Portuguesa na Fac. de Filosofia da Universidade Carolina- Praga. É membro do conselho científico do Centro de Linguística da Universidade do Porto.