DISCURSO, GRAMÁTICA E CONSTRUÇÕES  SOCIOSSEMIÓTICAS  EM LÍNGUA PORTUGUESA

Authors:DENIZE ELENA GARCIA DA SILVA 1,1, MARIA GORETE COSTA MARQUES 2, FLAVIANE FARIA CARVALHO 3
Institution1 UnB - Universidade de Brasília (Distrito Federal/Brasil), 2 Ipleiria / Portugal - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria (Leiria / Portugal), 3 UNIFAL - Universidade Federal de Alfenas (Minas Gerais / Brasil)

Abstract

O objetivo é abrir espaço para trabalhos realizados no universo da língua portuguesa, que contemplem o discurso e a gramática, eixos fulcrais das construções sociossemióticas. Buscar-se-á entrelaçar pesquisas ancoradas nos estudos críticos do discurso, na vertente de Fairclough (2001, 2003, 2010), na Linguística Sistêmico-Funcional, com base na gramática da experiência desenvolvida por Halliday (1994) e ampliada em Halliday e Mathiessen (2004), bem como nas formas de representação de atores sociais sugeridas por van Leeuwen (1997, 2009), na esteira da Gramática do Design Visual tratada em Kress e van Leewen (1996, 2006). A teoria linguística de base hallidayana é voltada para o foco social, o que permite mostrar como as funções sociais determinam a linguagem. Desde essa perspectiva funcional, além de contemplar a interioridade da língua como sistema estrutural (gramática), tratar-se-á de enfocar, de modo específico, a exterioridade multifuncional do discurso, dimensão que faz da língua um contrato social. O propósito é discutir variáveis de registro, com base em marcas linguísticas e propriedades discursivas que se encontram arraigadas em contextos de cultura e que emergem de contextos de situação. Isso, com vistas a identificar e, em condições propícias, reforçar traços pertinentes à identidade pessoal e social de pessoas e comunidades que vivem em situação de pobreza e opressão. A meta é estimular pesquisas linguísticas/educacionais que promovam o respeito aos direitos culturais de grupos em situação de discriminação e exclusão social. Subjaz à proposta do simpósio o interesse de se ampliar a discussão do aspecto multifuncional da linguagem mediante o enfoque de construções sociossemióticas, com base nos resultados de análise de dados empíricos de variedades do português. Espera-se, pois, aproximar resultados de pesquisas que signifiquem uma contribuição para desvelar práticas sociais naturalizadas, que se perpetuam no senso comum através de práticas discursivas discriminatórias presentes em setores mais diversificados da sociedade.

Keywords: discurso, gramática, construções sociossemióticas, multimodalidade, atores sociais


Minicurrículo:

DENIZE ELENA GARCIA DA SILVA

Doutora em Linguística Hispânica pela Universidad Nacional Autónoma de México (1996). Estágio Pós-Doutoral (2009) na Universidade de Lisboa, com atividades científicas junto ao ILTEC de Portugal. Pesquisadora Colaboradora Plena junto ao Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Brasília, onde atua como docente desde 1987. Orienta pesquisas voltadas para Análise de Discurso Crítica e Linguística Sistêmico-Funcional.  Atualmente, investiga discurso, gramática e gênero desde uma abordagem crítica de construções sociossemióticas.



MARIA GORETE COSTA MARQUES

Doutora em Linguística (Especialização Linguística Aplicada) pela Universidade de Lisboa, é investigadora no Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada (CELGA)/ILTEC e Professora Adjunta do Instituto Politécnico de Leiria. Desenvolve atualmente investigação na área do discurso empresarial e do discurso multimodal da marca, tendo como enquadramento teórico a Linguística Sistémico-Funcional e a Semiótica Social.



FLAVIANE FARIA CARVALHO

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade de Lisboa, Professora Adjunta do Curso de Letras da Universidade Federal de Alfenas e investigadora do Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa. Dedica-se a pesquisas com foco na semiótica social, multimodalidade, análise crítica do discurso, gênero e multiletramento.