GÊNEROS ORAIS NO CONTEXTO DA ACADEMIA: SUBSÍDIOS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS MATERNA E ESTRANGEIRA

Authors:EULÁLIA VERA LÚCIA FRAGA LEURQUIN 1, KAZUÉ SAITO M DE BARROS
Institution1 UFC - Universidade Federal do Ceará (BRASIL)

Abstract

O simpósio tem como objetivo reunir e discutir trabalhos com foco em fenômenos estereotípicos de gêneros textuais orais que sejam relevantes para o ensino. O tema é amplo e implica algumas complexidades teóricas, a começar pela definição da noção de gênero oral. Os trabalhos a serem reunidos devem estar pautados pelo reconhecimento de que o ensino de língua tem como tarefa desenvolver a competência comunicativa dos aprendizes, assumindo, assim, a importância da adoção de um ensino voltado para os usos da língua. Embora quase consensual, tal postura não é simples. O reconhecimento da complexidade faz com que, por exemplo, Gabriele Kasper (1997), elabore trabalho sob o título Can pragmatic competence be taught?, em que compara diferentes estudos de natureza pragmática. Estudos sobre marcadores discursivos e estratégias discursivas, rotinas pragmáticas como cumprimentos, desculpas, reclamações, recusas, emprego de formas de polidez são alguns exemplos de práticas que têm sido citadas como carentes de atenção em sala de aula e, inclusive, geradoras de situações de conflitos decorrentes de impedimentos e intenções observáveis no agir professoral em sala de aula de línguas. Assim, são bem-vindos os estudos que se dedicam a fenômenos da modalidade oral e descrição de gêneros orais que circulam em contexto acadêmico-científico e que possam trazer subsídios para o ensino de língua, tanto no que refere ao ensino de língua estrangeira (aí incluindo português como LE) e língua materna.

Keywords: Gêneros Textuais orias, Ensino de línguas, Competência comunicativa


Minicurrículo:

EULÁLIA VERA LÚCIA FRAGA LEURQUIN

Eulália Leurquin: Professora associado da UFC. Atua no Curso de Pós-Graduação em Linguística e no PROFLETRAS. Neste, assume a coordenação. Possui doutorado em Didática de Línguas, pela UFRN. Realizou pós-doutoramento em Didática de Línguas na Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3 e na Université de Genève. Tem experiência na área de Linguística Aplicada, com publicações nos temas: interação didática, formação de professores, discurso científico e pedagógico, leitura e ensino.



KAZUÉ SAITO M DE BARROS

Professora Titular da UFPE no Pós-graduação em Letras e Linguística. PhD em Language and Linguistics pela University Essex, UK. Coordenou o Comitê de Assessoramento de Letras e Linguística do CNPq, membro da Câmara de Pesquisa da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de PE. Bolsista de produtividade do CNPq. Assessora da Capes. Publicações sobre interação verbal, domínios discursivos, discurso científico e pedagógico, produção textual e ensino, estratégias de (im)politeness.